sexta-feira, 8 de julho de 2011

Saiba o que é Alimentação Complementar.

A alimentação infantil é chamada de alimentação complementar quando ela passa a ser oferecida, paralelamente à oferta de leite (materno ou fórmula infantil), até a oferta de todos os grupos alimentares. Essa fase começa em torno dos seis meses e se estende até o primeiro ano de vida. Essa idade foi elegida porque com ela há uma maturidade gastrointestinal que favorece a oferta de alimentos, capacidade da criança deglutir sólidos e uma insuficiência da alimentação láctea.


Segue abaixo os dez passos da alimentação complementar saudável para os bebês:

1.      Dar somente leite materno até os seis meses, sem oferecer água, chás ou quaisquer outros alimentos.
2.      É importante destacar que após os seis meses deve ser mantido o leite materno até os dois anos de idade, oferecendo de forma lenta e gradual outros alimentos.
3.      A partir dos seis meses, dar alimentos complementares (cereais, tubérculos, carnes, leguminosas, frutas e legumes) três vezes ao dia, se a criança receber leite materno, e cinco vezes ao dia, se estiver desmamada.
4.      A alimentação complementar deve ser oferecida de acordo com os horários de refeição da família, em intervalos regulares e de forma a respeitar o apetite da criança.
5.      A alimentação complementar deve ser espessa desde o início e oferecida de colher; começar com consistência pastosa (papas/ purês) e, gradativamente, aumentar a sua consistência até chegar à alimentação da família.
6.    Oferecer à criança diferentes alimentos ao dia. Uma alimentação variada é uma alimentação colorida.
7.       Estimular o consumo diário de frutas, verduras e legumes nas refeições.
8.       Não consumir açúcar, café, enlatados, frituras, refrigerantes, balas, salgadinhos e outras guloseimas, nos primeiros anos de vida.
9.       Cuidar da higiene no preparo e manuseio dos alimentos; garantir o seu armazenamento e conservação adequados.
10.    Estimular a criança doente e convalescente a se alimentar, oferecendo sua alimentação habitual e seus alimentos preferidos, respeitando a sua aceitação.

Dica da Nutri: Para iniciar os bons hábitos alimentares deve ofertar à criança diferentes alimentos ao dia. Uma alimentação variada é uma alimentação colorida, diversificada e saborosa. O consumo diário de frutas, verduras e legumes nas refeições também é importante para o inicio de uma educação nutricional, além de garantir os nutrientes necessários como vitaminas e minerais.

Na infância pequenas variações no hábito alimentar ou no estado de saúde podem refletir no estado nutricional da criança, por isso o acompanhamento com o nutricionista é essencial.  Mantenha o acompanhamento, seguindo as orientações e com visitas freqüentes para assim ter um maior controle do ganho de peso e crescimento da criança.

Um comentário:

Thayna e Fabricio disse...

Ai como sempre Amandha Arraza no seu blog, tirei todos as duvidas! obrigada amor!! suas materias no blog sempre sao otimas! beijinho!